QUINTA DO VESUVIO TINTO

Recente QUINTA DO VESUVIO TINTO

O inverno 2013/2014 foi chuvoso mas relativamente ameno, com um Fevereiro excecionalmente quente, e um começo de primavera ainda chuvoso mas quente, condições que anteciparam o início do ciclo vegetativo e permitiram o rápido desenvolvimento das videiras. A instabilidade climática durante os meses de Junho e Julho, com a ocorrência de trovoadas e variações significativas das temperaturas do ar, provocou algum atraso no desenvolvimento das videiras, mas um Agosto seco e sobretudo fresco, evitou abrandamento no ciclo vegetativo, normalmente associados a temperaturas elevadas, dando origem a um avanço significativo das maturações. A vindima começou então mais cedo do que o habitual e apesar da chuva que caiu durante o mês de Setembro, as uvas foram vindimadas em ótimo estado de maturação, dando origem a vinhos de grande qualidade. As uvas, vindimadas para caixas de 20 kg, são transportadas para Adega de Reserva da Quinta do Sol. Aí, é feita uma primeira escolha de cachos, seguindo-se um desengace suave e uma segunda escolha bago a bado. Os bagos inteiros são, então, tranportados para cubas de fermentação de aço-inox através de um sistema sem bombagem para não os danificar, para que possam ser suavemente esmagados ao entrar na cuba de fermentação,

antecipadamente inertizada para evitar oxidações prejudiciais. As fermentações são seguidas individualmente e as temperaturas e movimentos de maceração/ esxtracção (pisas, remontagens e delestages) são ajustados de modo a que cada vinho conserve o enorme potencial das uvas que lhe deram origem. Uma parte importante das uvas destinadas à produção do Quinta do Vesúvio DOC Douro é fermentada em barricas novas de carvalho françês de 400 litros, com maceração por submersão de manta, através de pisa com "macacos" (utensílio típico do Douro, tradicionalmente utilizado na maceração de mostos destinados à produção de vinho do Porto) ou, numa fase mais avançada de fermentação alcoólica, com a mão. Esta técnica, aplicada a usas de grande concentrados, que dão um importante contributo para o lote final.


Uma vez terminada a fermentação alcoólica, segui-se uma maceração pós-fermentativa, durante a qual se promoveu a extracção de taninos das grainhas, maduros e doces, que complementam os taninos extraídos das películas e que permitem desenvolver uma "boca" mais velumosa e completa e aumentar a longevidade do vinho. A evolução do vinho durante esta etapa é acompanhada de forma muito próxima, para que a separação e prensagem das massas fermentadas, decisão crítica para a qualidade final do lote, ocorre no momento ideal. Após a fermentação malol´ctica em cubas de aço-inox, os vinhos da quinta do Vesúvio são transferidos para barricas de carvalho francês de 225 e 400 litros, onde estagiam durante 13 meses. Após este estágio em barrica, segue-se a seleção final dos lotes e integrar o Quinta do Vesúvio DOC Douro 2014, tendo a equipa de enologia escolhido um conjunto de vinhos que permitiram o engarrafamento em 13 de Abril de 2016 de cerca de 11.000 unidades de 75cl e 500 unidades Magnum


Castas de Lote : 70% Touriga Nacional

                              25% Touriga Franca

                                5% Tinta Amerela


Estágio : 13 meses em barricas de 225 e 400 litros de carvalho françês


Tanoaria: Taransaud, Boutes e Seguin-Moreou e Quintessence


Análise

Álcool: 14,4%vol

Acidez volátil: 0,55g/L (em ác. acético)

Acidez total: 5,6g/L (em ác. tartário)

PH: 3,60


  • Modelo: QUINTA DO VESUVIO TINTO
  • Disponibilidade: Em stock
  • 40,00€

Etiquetas: QUINTA DO VESUVIO TINTO

Newsletter

* E-mail:

Nome:

Apelido: